Skip to main content

GERENCIAMENTO DE RISCO: Agrega valor e é diferencial no transporte!


Gerenciamento de risco: Agregue valor e tenha mais segurança na sua transportadora!


 

No Brasil, cerca de 60% do transporte é realizado pelo modal rodoviário, sendo o principal meio de transporte de cargas no país. Esse fato exige dos profissionais da área uma atenção cada vez maior para resolver ou neutralizar os diversos problemas estruturais que o setor enfrenta. Dentre estes problemas está o roubo de cargas, que segundo dados da FETCESP, registrou um aumento das ocorrências em 10,20% em relação a média mensal do ano anterior,  dessas ocorrências aproximadamente 80% estão concentradas na capital e regiões metropolitanas, o que mostra a importância de medidas preventivas que elevem o nível de segurança do transportador. Nessa perspectiva, as empresas de transporte podem optar tanto por contratar uma Gerenciadora de Riscos, quanto adquirir um software e estruturar um Gerenciamento de Risco próprio.

O Gerenciamento de Risco (GR) consiste em planejar, organizar e controlar diversos fatores na busca de minimizar os inúmeros efeitos que podem ser prejudiciais as empresas. Aplicado ao transporte de cargas pode-se dizer que o GR é  um processo que abrange toda a cadeia de movimentação, transporte, distribuição e armazenamento de cargas, ou seja o processo logístico como um todo. Diante desse cenário, os transportadores que buscam formas de gerenciamento como medida preventiva, acabam por agregar valor ao seu processo logístico e também elevam seu nível de segurança.

Varias são as normas e procedimentos que podem ser definidos para evitar os roubos de cargas, como por exemplo, estipular locais de parada para abastecimento, descanso e pernoite e até a tecnologia utilizada pode se adequar às rotas e aos diversos tipos de cargas. Pensando em uma forma de beneficiar os transportadores, a  ATSLOG desenvolveu o Sistema ATS Guard, um sistema de gerenciamento de risco, voltado tanto para empresas gerenciadoras que buscam maximizar seus resultados, quanto para as transportadoras que possuem interesse em estruturar um GR próprio, como a empresa Cavalinho Transportes que desenvolveu um case mostrando as vantagens dessa prática.

Dessa forma, é necessário também ressaltar que o Gerenciamento de Risco em Transporte de Cargas é um processo de gestão que fornece mais qualidade aos processos operacionais, os tornando mais confiáveis, consequentemente aumentando a segurança. Entre os controles do sistema ATS Guard encontramos: veículo em área de risco, veiculo em movimento sem viagem, parada em ponto proibido, desvio de rota, botão de pânico acionado,  e esses são alguns dos controles diferenciais, que quando monitorados tornam-se determinantes na segurança do transporte de carga.


Fonte:

As estatísticas de segurança elaboradas pela FETCESP podem ser acompanhadas na integra aqui.

Para mais informações do ATS Guard clique aqui. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial