Skip to main content

JORNADA DO MOTORISTA: Controle e Registro

Para início de conversa é importante que você saiba que a jornada de trabalho do motorista é considerada todo o período em que o colaborador contratado está à disposição do empregador. 

Entretanto, com a nova lei do motorista ou a conhecida lei 13.103/15, existe uma nova e importante caraterística:

O controle da jornada não é somente um direito do motorista, mas sim, uma obrigação da empresa empregadora ou transportadora.

Isso mesmo, agora é uma obrigação compartilhada.

É claro que para que seja realmente possível a realização de um controle eficaz, deve existir o comprometimento de ambos os lados, o motorista, que deve colaborar quando o assunto é referente a transmissão das informações sobre as paradas e repouso, por exemplo.

Mas outro fato importantíssimo, é que apesar do controle da jornada depender tanto da empresa quanto do motorista, é de responsabilidade do empregador garantir que esse controle seja feito. Para tanto, é preciso que o gestor, tenha mecanismos e procedimentos para registrar o tempo de condução, intervalos, paradas e descanso do condutor de acordo com a lei 13.103/15.

Tradicionalmente este controle é feito por meio de fichas e similares. Porém, cada vez mais e com o objetivo de ter uma otimização de tempo, confiabilidade de informações e gestão precisa, as transportadoras estão optando por soluções tecnológicas para auxiliar no controle efetivo. (Como por exemplo o sistema ATSguiarh).

E você, como faz o controle? Conta pra gente!

Leia também, nossos posts mais recentes:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Pular para a barra de ferramentas